‘Novo CIC’ deve ser inaugurado em junho

FOTO1.jpg

As obras dos novos ginásios do CIC devem ser concluídas até o final de maio e a Prefeitura de São João prevê iniciar atividades nos complexos esportivos já no mês de junho.

A informação foi anunciada pelo diretor de Esportes, Rodolfo Herrera Felipe, durante o programa semanal da administração municipal transmitido pelas rádios da cidade e confirmada pelo O MUNICIPIO.

De acordo com Rodolfo, além dos dois novos ginásios – um destinado para Ginástica Artística e outro para prática de Handebol e Futsal -, a nova área administrativa que abrigará o Departamento de Esportes também possui a mesma previsão de entrega e início de funcionamento.

“Os ginásios e a parte administrativa estão prestes a serem entregues. Percebemos que o trabalho de finalização está sendo rápido e a expectativa é que a partir de junho possamos realizar atividades nesta nova área”, destacou o diretor de Esportes.

NOVOS GINÁSIOS

Em relação aos novos ginásios, Rodolfo revelou que competições oficiais poderão ser realizadas em ambos os complexos e classificou a estrutura do espaço destinado para Ginástica Artística como uma das “melhores do Brasil”.

“Estamos preparando um ginásio para receber diversas categorias dentro da ginástica artística e com certeza está entre os melhores do Brasil devido à estrutura pensada para ele. Assim como o ginásio para prática de Futsal e Handebol. Ele possuirá uma quadra com medidas oficiais, quatro vestiários e arquibancada. Estamos muito contentes com o resultado que estamos vendo e, assim que tudo for finalizado, competições oficiais poderão ser recebidas em todas as dependências do CIC”, descreveu.

EM FUNCIONAMENTO

Ao mesmo tempo que a nova parte do CIC passa pelos últimos ajustes antes de ser finalizada, diversas atividades estão à disposição dos sanjoanenses e já são realizadas no antigo ginásio, apelidado popularmente por ‘tartarugão’. Nele, Rodolfo Herrera Felipe aponta que ocorrem aulas de Judô, Vôlei, Basquete, Tênis de Mesa, Ginástica Artística e Dança.

Aulas de natação também começaram a ser realizadas no complexo esportivo; além de parcerias que foram firmadas com projetos sociais para treinamento e competições.

“Firmamos parceria com o Projeto Jorge Abbud de Natação, que utiliza as nossas piscinas para treinamento. Eles nos representaram em algumas competições e trouxeram diversas premiações para a cidade”, destaca o diretor.

Para utilizar as piscinas basta obter a carteirinha e fazer o exame médico obrigatório. Ambos podem ser feitos no próprio CIC e liberam o uso de todas as piscinas públicas de São João, que estão à disposição de quarta-feira a domingo, das 8h às 11h e das 13h às 17h.

Fonte: O Município

Anúncios

Terremoto na Bolívia faz prédio da Câmara de São João tremer

terremoto-696x418

Um terremoto de magnitude 6.8 com epicentro na Bolívia, na manhã da última segunda-feira (2), teve diversos reflexos no Brasil.

Em São João da Boa Vista, o tremor de terra foi sentido pelos funcionários da Câmara Municipal. Flávia Lemes Gamba, telefonista do local, disse que no segundo andar, onde trabalha, a cadeira dela começou a tremer. Já no terceiro andar do prédio, conta ela, até mesas tremeram.

Segundo José Antônio Ferreira, o Biá, supervisor legislativo, essa não é a primeira vez que o prédio da Câmara sanjoanense é atingido por tremores. Ele lembra que, em junho de 2003, um terremoto com epicentro no Chile fez a Câmara tremer bastante, tirando até mesas do lugar.

Já o tremor de terra da última segunda foi sentido em outros diversos locais do Brasil, inclusive em cidades próxima a São João da Boa Vista.

Pelo menos dez edifícios no centro de São Carlos foram atingidos pelo tremor. De acordo com o coordenador da Defesa Civil da cidade, Pedro Cabalero, o abalo foi sentido nos edifícios mais altos. “No centro da cidade temos 62 prédios de 15 andares e, em pelo menos dez deles, tivemos ligações comunicando que sentiram os abalos e alguns deles foram evacuados pelos próprios habitantes”, afirmou.

A Defesa Civil avaliou os prédios e nenhum teve danos. O abalo não foi medido por instrumentos em São Carlos, mas como as pessoas sentiram as construções tremerem, Cabalero disse que ele deve ter sido de 2 ou 3 na escala Richter. “É um evento muito raro porque estamos em cima de uma placa de basalto, mas que se confirma pelo número de relatos”, declarou.

Os abalos também foram sentidos na Avenida Paulista, em São Paulo, Santos, Marília, em Uberlândia (MG), no no Paraná, no Rio Grande do Sul e no Distrito Federal.
Segundo o Observatório Sismológico da Unb (Universidade de Brasília), o tremor foi mesmo reflexo do terremoto de magnitude 6.8 na Bolívia.

BOLÍVIA
Um terremoto de magnitude 6.8 com epicentro na Bolívia aconteceu na manhã desta segunda-feira (2), segundo o USGS, o serviço geológico dos EUA.

O tremor teve epicentro no sul boliviano, a 13 km de uma localidade chamada Carandayti, e a uma profundidade de 557 km. Segundo o jornal local “El Deber”, pela força do abalo, ele foi sentido também em regiões mais ao norte do país, como Cochabamba. A região do epicentro é próxima do norte paraguaio.