Radialista Paulo Barboza morre em SP

csm_paulo-barboza-630x420_9223e1bd7b

O radialista Paulo Roberto Machado Barboza morreu de no início da madrugada desta segunda-feira (16) na Capital Paulista. Também jornalista e publicitário, Paulo Barboza tinha 73 anos e sofreu um infarto fulminante.

Desde janeiro de 2017 ele comandava de segunda a sexta um programa na Super Rádio 1150 AM, em São Paulo, mas já trabalhou ao longo dos quase 59 anos de carreira nas rádios Globo, Tupi e América.

O corpo do radialista será velado e cremado ainda nesta segunda-feira no Cemitério Horto da Paz, em Itapecerica da Serra.

Fonte: A Tribuna

Anúncios

INSS: 94 mil convocados têm até hoje para agendar perícia que revisa benefício

INSS-1.png

Os 94 mil beneficiários de auxílio-doença e de aposentadoria por invalidez que foram convocados no mês passado pelo Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) têm até hoje (13) para agendar a perícia de revisão do benefício. A marcação deve ser feita por meio do telefone 135.

Caso a perícia não seja marcada, o pagamento ficará suspenso até o convocado regularizar sua situação. A partir da suspensão, o beneficiário tem até 60 dias para marcar o exame. Se não procurar o INSS nesse prazo, o pagamento será cancelado.

O edital com os nomes dos convocados foi publicado no Diário Oficial da União (seção 3, páginas de 121 a 367) em 23 de março.  No início do mês passado, o Ministério do Desenvolvimento Social (MDS) enviou cartas de convocação para os beneficiários de auxílio-doença que estão há mais de dois anos sem passar por uma perícia médica e para os aposentados por invalidez com menos de 60 anos. Os convocados por edital não foram encontradas por alguma inconsistência no endereço ou não realizaram o agendamento no prazo determinado.

Nova convocação

Ontem (12), mais 152,2 mil beneficiários que não foram encontrados por carta ou não responderam ao chamado foram convocados. O edital com os nomes foi publicado no Diário Oficial da União (seção 3, páginas 109 a 506).

Ao todo, passarão pelo pente-fino do governo federal mais de 1,5 milhão de benefícios por incapacidade, 552.998 benefícios de auxílio-doença e 1.004.886 de aposentadoria por invalidez. O processo de revisão começou em 2016. Na primeira fase, foram feitas 279.761 perícias de auxílio-doença e 10.073 de aposentadoria por invalidez.

A meta agora é revisar 1,2 milhão de benefícios ao longo 2018, sendo 273.803 de auxílio-doença e 995.107 de aposentadoria por invalidez. Na segunda fase do pente-fino, iniciada em março, já foram realizadas 191.449 perícias (49.570 de auxílio-doença e 141.879 de aposentadoria por invalidez). Do total, 36.970 auxílios-doença e 43.009 aposentadorias por invalidez foram cancelados até 10 de abril.