Ultimas Noticias

 

ultimas-noticias-novoSaúde afasta risco de febre amarela em Campinas, mas teme chikungunya

Campinas (SP) está fora da zona de risco para casos de febre amarela, segundo o secretário de Saúde, Cármino de Souza. A classificação ocorreu durante um encontro entre prefeitos das cidades paulistas e representantes do estado para debate sobre estratégias de prevenção, na segunda-feira (30). Ao G1, ele destacou preocupação com circulação do vírus da chikungunya.
“Tanto os casos [febre amarela] de São Paulo, quanto os de fora, são silvestre. Não há caso urbano. Campinas e região estão fora da zona de risco, o estado de São Paulo foi dividido mais ou menos pela metade, só que a parte mais populosa, que é a nossa e Grande São Paulo, está fora da zona de risco. Nesta estão regiões norte e noroeste”, explicou ao destacar, porém, que o cenário é dinâmico. Segundo ele, a classificação implica em orientações para vacinação.
“Estaremos com uma lupa enorme acompanhando para ver se muda alguma coisa […]. A gente não está aconselhando as pessoas que façam vacina em massa, não tem necessidade. O que é pior, a vacina não é isenta de efeitos adversos. Então, no nosso município, quem precisar viajar, tudo bem, vacine. Se não precisar, estamos fora da área de risco”, ressaltou Souza. De acordo com o secretário, Campinas recebeu 3 mil doses do Ministério da Saúde na semana passada, número superior à quantidade aplicada no ano passado. Ele afirma que não há falta do produto nos centros de saúde, e estima que a procura subiu 400%, em relação à média de 2016.
“Eu não gostaria é de aumentar sem necessidade o consumo, que as pessoas mentissem para serem vacinadas, é importante destacar que o risco da vacina é maior do que não vacinar”, falou ao descartar eventuais medidas para controle na aplicação das doses. “Não posso constranger ninguém, mas houve aumento significante. E desnecessariamente”, frisou. O único caso de febre amarela confirmado na região é o da professora Joversi do Prado Santos Guardia, de 47 anos, que morava em Paulínia (SP) e morreu dia 24 no Hospital de Clínicas da Unicamp. A vítima foi infectada pelo vírus durante uma viagem a Delfinópolis (MG).
De acordo com o governo, o estado contabiliza outras cinco mortes provocadas pela doença. Em três casos, as infecções ocorreram em cidades de Minas Gerais; enquanto outros dois são autóctones – as transmissões foram nos municípios paulistas de Américo Brasiliense e Batatais.
O secretário de Saúde admite preocupação com a circulação do vírus da chikungunya em Campinas, ao lembrar sobre a incidência da doença no país. No ano passado, o município contabilizou seis casos importados, alta de 200% no comparativo com 2015, quando foram dois. Desde então, não houve registros autóctones ou novos casos importados da enfermidade.
Na minha opinião, a maior preocupação é com a introdução do vírus da chikungunya, tendo em vista que ela está muito disseminada pelo Brasil inteiro […] e outras cidades da nossa região tiveram casos autóctones. Pela gravidade, cronicidade, por não ter vacina, e por ter crescido demais de 2015 para 2016, é uma preocupação muito grande. Eu sinceramente acho que a febre amarela urbana não vai chegar, e os casos vão diminuir, mesmo em Minas Gerais.” Souza voltou a destacar necessidade dos moradores combaterem o mosquito Aedes aegypti, que é vetor destas doenças e também do vírus da zika e dengue. “Nossas ações têm sido enérgicas. Se o mosquito não nascer, não acontece nada. A intensificação do controle é fundamental, temos feito mutirões com 1 mil pessoas, nebulização em áreas de transmissão.”
O secretário destacou que, embora as estatísticas de janeiro sobre a dengue não estejam fechadas, o município terá queda expressiva de casos. Segundo ele, até o momento foram contabilizados três registros, enquanto à mesma época do ano passado foram cerca de 400. “Deve aumentar um pouco mais, mas a redução é expressiva e tranquiliza. O importante é isso.” A Secretaria de Saúde em Campinas não registrou, neste mês, casos de vírus da zika.


Temporal tem ventos de 85 km/h e alaga ruas em Campinas, SP

A forte chuva que atingiu Campinas (SP) nesta tarde de segunda-feira (30) alagou ruas e derrubou árvores. Segundo o Centro de Pesquisas Meteorológicas e Climáticas Aplicadas à Agricultura (Cepagri), da Unicamp, às 16h50, os ventos chegaram a 85,6 km/h. A Defesa Civil informou que foram 64 mm de água, quantia esperada para 10 dias. O córrego da avenida Orosimbo Maia transbordou e moradores registraram pontos de alagamento no Jardim Guanabara. Na rua Jorge de Miranda, no Botafogo, carros boiaram.
A avenida Princesa D’Oeste também virou um rio. Na avenida Lix da Cunha, um carro tentou atravessar o alagamento e parou no meio do caminho. O muro da escola Culto à Ciência desmoronou. A Prefeitura confirmou pontos de alagamento na avenida Amoreiras, na região do Kartódromo, Curtume e Delfino Cintro, além da Orosimbo Maia.
Segundo a Defesa Civil, foram quatro quedas de árvores, duas delas sobre carros. Não há informações de vítimas. A Companhia Paulista de Força e Luz (CPFL) informou que aproximadamente 1,9 mil clientes da região central do município tiveram o fornecimento de energia elétrica interrompido nesta segunda-feira, por volta das 16h30.
Duas horas depois, o serviço foi normalizado parcialmente e a empresa ainda trabalhava para reestabelecer a energia para 200 moradores. O motivo do corte foi a queda de uma árvore de grande porte que atingiu a rede elétrica. A empresa disse ainda que equipes da distribuidora atuam para restabelecer o serviço e a previsão de normalização é até as 18h.


Desemprego fica em 12% no 4º trimestre de 2016 e atinge 12,3 milhões

O desemprego subiu para 12% no quartro trimestre de 2016, segundo dados divulgados nesta terça-feira (31) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), por meio da pesquisa Pnad Contínua. Esse é o maior índice da série histórica do indicador, iniciada em 2012. No ano de 2016, a taxa média de desocupação ficou em 11,5%.
No trimestre de outubro a dezembro, o Brasil tinha 12,3 milhões de pessoas desocupadas. O número representa um aumento de 2,7% em relação ao trimestre de julho a setembro e de 36% na comparação com o último trimestre de 2015. Já a população ocupada somou 90,3 milhões de pessoas. Em relação ao trimestre anterior, esse número cresceu 0,5%, mas frente ao quarto trimestre de 2015, caiu 2,1%.
Desse total, 34 milhões de pessoas que estavam empregadas no setor privada tinham carteira de trabalho assinada. Do terceiro para o quarto trimestre, não houve alteração no contingente, no entanto, recuou quase 4% na comparação com o final do ano anterior. O desemprego aumentou, mas o rendimento médio dos trabalhadores não subiu nem caiu em relação ao trimestre anterior e ao quarto de 2015, ficando em R$ 2.043.
Em 2016, a taxa média de desemprego ficou em 11,5%, depois de atingir 8,5% no ano anterior. O número desempregados subiu de 8,6 milhões, na média de 2015, para 11,8 milhões, em 2016 – uma alta de 37%. Por outro lado, a população ocupada caiu de 92,1 milhões de pessoas para 90,4 milhões. O número de empregados com carteira assinada no setor privado recuou caiu 3,9%, chegando a 34,3 milhões em 2016. O rendimento médio recuou 2,3%: de R$ 2.076 em 2015 para R$ 2.029, no ano seguinte.
De acordo com dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), apresentados no final de janeiro, a economia brasileira voltou a fechar um grande número de postos de trabalho com carteira assinada em 2016, ano ainda marcado pela forte recessão que atinge o país. No ano passado, as demissões superaram as contratações em 1,32 milhão de vagas formais.


Família é rendida por 12 assaltantes armados na zona rural de Aguaí, SP

Cinco pessoas de uma mesma família foram feitas reféns na zona rural de Aguaí (SP) na segunda-feira (30). Segundo a Guarda Civil Municipal, as vítimas estavam em um sítio que foi invadido por 12 homens armados e, até o momento, nenhum suspeito foi preso. O caso foi descoberto depois que a GCM recebeu ligações informando que havia um trator trafegando por uma estrada de terra com os faróis apagados. Uma equipe foi designada para apurar o caso e, pelo o rastro do trator, conseguiu chegar ao sítio e soltar os reféns.
Liberadas, as vítimas contaram que haviam sido assaltadas pela quadrilha e que o grupo havia fugido com objetos da casa, celulares e dois tratores. Foram realizadas buscas e os dois veículos foram achados abandonados em um canavial próximo, mas nenhum suspeito foi localizado e o caso será investigado.


Caminhão-cegonha enrosca em fio e deixa bairro sem luz em São Carlos

Moradores do bairro Santa Felícia, em São Carlos (SP), ficaram sem energia elétrica após um caminhão-cegonha passar pelo bairro e enroscar na fiação na tarde desta segunda-feira (30). A CPFL Paulista informou que 34 clientes tiveram o serviço interrompido e a previsão de reestabelecimento é após as 19h.
O caminhão, que transportava 11 veículos zero km, saiu do Rio Grande do Sul para fazer entregas em São Carlos, Araraquara, Jaú e Ibitinga. O motorista Erik Santos contou que ao chegar à Avenida Miguel João não conseguiu passar e acabou entrando na Rua Domingos Diégues. “A avenida principal estava interditada devido aos buracos, então entrei e segui o fluxo. Não tem placa informando a altura, então pegou nos fios, esticou e quase derrubou os postes”, disse.
Santos reclamou que a altura dos fios estava irregular. “Quando virei, vi o fio. Mas aparentemente passava, a carga não está alta, está para baixo de 4,85 metros de altura. Por lei os fios têm que estar 4,90 metros, principalmente em ruas e avenidas. Aí eu freei para não derrubar os postes”, relatou.
A CPFL informou que rede de energia elétrica estava nos padrões de segurança e altura. Os fios que estavam abaixo da altura são de empresas de dados e/ou telefonia, que motivaram a queda de energia no local. A empresa disse ainda que danificação da rede de serviços compartilhados (TV a cabo ou telefonia, por exemplo) provocou o rompimento de cabos da rede elétrica e danificou dois postes de distribuição de energia elétrica. Equipes da distribuidora estão no local para executar a manutenção da rede.
O incidente causou transtornos aos moradores. A dona de casa Elisete Marques contou que não é a primeira vez que acontece um caso como este no bairro. Já o aposentado Euclides Elias Vicente disse que levou um susto. “Estava assistindo TV, escutei o barulho, levantei e fui ver o que estava acontecendo. As televisões, geladeiras e micro-ondas apagaram”, disse.


Cruzamento tem até 3 acidentes por dia e preocupa em Araraquara, SP

Motoristas e pedestres cobram providências em um cruzamento onde acontecem acidentes constantes em Araraquara (SP). Apesar de ser sinalizado, o local costuma registrar até 3 colisões de veículos por dia. Até um abaixo-assinado foi feito para cobrar melhorias no local. A Prefeitura informou que  há um projeto para semáforo na esquina, mas ainda não há prazo para a instalação.
O problema acontece na esquina da Rua Voluntários da Pátria, conhecida como Rua 5, com a Avenida 7 de setembro.  Os moradores já estão até acostumados a fotografar os flagrantes. Em um deles, o carro chegou a capotar e em  outra, a frente do veículo ficou destruída.
O problema, segundo os moradores, é que os carros avançam na Rua 5 sem respeitar a sinalização de Pare, com duas placas e indicação no asfalto. Para alguns motoristas, as sinalizações de pare estão nítidas, mas outras pessoas têm dificuldades para ver as placas. “Todo mundo reclama. Dois acidentes por dia, três às vezes. É complicado”, disse o barman Tiago Fragoso.
A empresária Márcia Nakayama tem uma pizzaria na esquina e deixa os carros em frente ao comércio para descarregar mercadorias. Ela já teve prejuízo depois de uma batida. “O carro da Rua 5 estava subindo, não parou, e bateu no carro que estava subindo pela Rua 7, que perdeu a direção e bateu nos meus carros’, afirmou. Para ela, a sinalização no local não alerta o motorista e, por isso, ela fez um abaixo-assinado para tentar conseguir a instalação do semáforo.


Fim de semana tem furto de veículo e acidente envolvendo homem embriagado e viatura da PM.

No último dia 27, por volta das 7 horas, um veículo foi furtado na Rua Vitório Nali, no Jardim Vila Rica, em São João da Boa Vista. Segundo a vítima, ela estacionou sua moto na garagem de sua residência na noite anterior e, pela manhã do dia 27, não encontrou o veículo. Não houve arrombamento, nem danos nas grades do imóvel.
Por volta de 21h490 do último dia 27, um homem de 72 anos bateu em uma viatura da Polícia Militar que estava parada fazendo fiscalização de trânsito. O caso aconteceu na Avenida João Osório, no Centro de São João da Boa Vista.
Os policiais contam que estacionaram o veículo Oficial pela Avenida João Osório, em 45 graus, sinalizando o local com cones e sinais luminosos para realizar uma ação fiscalizadora, utilizando inclusive colete refletivo. Mas, que de repente, ouviram um forte barulho e observaram que o um homem pulou sobre o canteiro com seu veículo, em atitude proibida, e se chocou contra a viatura policial.
Ao se aproximarem, os Policiais Militares que o condutor encontrava-se com sinais de embriaguez, com os olhos vermelhos, forte odor etílico, fala pastosa, desconexa. Indagado, afirmou que havia ingerido bebida alcoólica. Ninguém ficou ferido.


 

Anúncios

Obituario

OBITUÁRIO

LUIS GABRIEL RODRIGUES DA SILVA
 Faleceu no dia 30/01/2017.
Solteiro.
Residia a Rua Nadir Dias Molina, 57 Jd. dos Resedas 3.
Seu sepultamento será no dia 31/01/2017 às 17:00h.
Local: Cemitério Municipal de São João da Boa Vista SP.


 

Ultimas Noticias

ultimas-noticias-01

Conselho Tutelar procura pai que deixou criança trancada em carro

O Conselho Tutelar de Praia Grande, no litoral de São Paulo, planeja acompanhar o caso da criança de dois anos deixada por cerca de uma hora trancada dentro de um carro pelo pai, no estacionamento de um shopping, enquanto ele fazia compras.
O fato ocorreu na tarde de quinta-feira (26), no subsolo do Litoral Plaza Shopping. Duas mulheres ouviram o choro do bebê e acionaram a segurança do local. Os profissionais forçaram a janela do veículo e retiraram a criança. O pai foi avisado pelo sistema de som do shopping e apareceu uma hora depois. Segundo a conselheira tutelar Renata Zabeu Luz, o órgão pretende acompanhar o caso de perto para verificar se existe um histórico de maus-tratos por parte dos familiares. Renata pretende localizar a família ainda nesta segunda-feira (30).
“Entramos em contato com o shopping, mas não conseguimos nada. Nesta segunda-feira, vamos até lá pessoalmente tentar alguma informação, algum registro que nos leve até o pai dessa criança. O objetivo é orientar a família e acionar as esferas competentes”, diz. O caso gerou grande repercussão nas redes sociais. A postagem de uma testemunha do ocorrido teve centenas de compartilhamentos e comentários que, em sua maioria, condenam a atitude.
Na postagem em uma página do Facebook, a testemunha relata que acompanhou o trabalho dos seguranças do centro comercial, que foram acionados por duas mulheres que passavam ao lado do veículo quando ouviram o choro da criança. O carro estava com os vidros quase fechados, com apenas uma pequena fresta para entrar ar.
“Você imagina uma criança trancada no calor daquele subsolo, sem ventilação, vidros fechados e carro desligado? O bebê estava chorando, aos prantos, gritando desesperado, todo suado, já desfalecendo e soluçando”, escreveu a testemunha.
Os seguranças tiveram que forçar a janela para retirar a criança do interior do veículo. Outras pessoas se aproximaram e o bebê acabou sendo acalmado por outra mulher, que lhe deu água. O pai da criança só apareceu cerca de uma hora depois da placa de seu carro ter sido anunciada no sistema de som do shopping. Ele alegou que a própria criança teria pedido para ficar no carro.
A justificativa do pai gerou revolta entre os internautas. “Irresponsável, deixa uma criança de dois anos decidir o que vai fazer? Olha que absurdo”, questionou um rapaz. “Sou mãe dois meninos e fico passada com publicações desse tipo. Como pode um ser humano deixar o próprio filho dentro do carro? Primeiro que uma criança de dois anos não tem capacidade de decidir o que é melhor para ela. Ele, como pai, deveria ter levado”, escreveu uma mulher.
A polícia e o Conselho Tutelar não chegaram a ser acionados pelos seguranças do shopping, e isso também provocou o questionamento de quem compartilhou e comentou a publicação. “Como não chamaram a polícia? Deram a oportunidade de ele fazer de novo, coitada da criança”, disse uma mulher. “E por que a polícia não foi acionada, meu Deus? Isso é crime, jamais poderia ficar por isso mesmo!”, enfatizou outra internauta. “E o Conselho Tutelar dessa cidade, vai fazer o quê?”, questionou um homem.
Em nota, o Litoral Plaza Shopping afirma que a equipe de segurança foi acionada e rapidamente conseguiu retirar a criança do carro. O atendimento do caso teve continuidade com a localização do pai da criança, que prestou sua declaração sobre o ocorrido. O shopping reitera, ainda, que mantém um corpo de seguranças em toda a área do empreendimento, para zelar pelos seus frequentadores.


Chuva forte destelha casas, derruba árvores e alaga vias de Matão, SP

Uma chuva forte causou estragos no sábado (28), em Matão (SP). Casas foram destelhadas, árvores caíram e foram registrados alagamentos. Ninguém ficou ferido ou desalojado. Essa foi a terceira vez no mês que a cidade enfrenta os transtornos das chuvas. Segundo as informações da Secretaria Municipal de Serviços, o temporal de 15 minutos atingiu a cidade no final da tarde. Três casas ficaram destelhadas no Jardim do Bosque e a Defesa Civil colocou lonas nos locais.
A Avenida Padre Nelson ficou alagada e duas árvores caíram na cidade e já foram removidas. O Corpo de Bombeiros informou que não atendeu ocorrências no sábado. No dia 12 de janeiro e no dia 18, a chuva já havia causado alagamentos em Matão (SP). Nas duas ocasiões, a água inundou grande parte da Avenida Padre Nelson. Trechos de calçadas também ficaram alagados. No dia 18, até um trecho da Washington Luís precisou ser interditado por conta de alagamentos.


Rapaz e adolescente são mortos a tiros em Santa Gertrudes, afirma PM

Um rapaz de 25 anos e um adolescente de 16 foram assassinados a tiros na noite de sábado (28), em Santa Gertrudes. A motivação do crime ainda é desconhecida. Ninguém foi preso. O crime aconteceu por volta de 23h no bairro Indaiá.  Segundo a Polícia Militar, as vítimas estavam em à frente da residência do rapaz, quando foram atingidas por vários disparos feitos por um homem encapuzado.
Ambos chegaram a ser socorridos, mas morreram ao dar entrada no Pronto-Socorro da cidade. O capuz do atirador foi recolhido no local. O rapaz de 25 já tinha passagem pela polícia. Até o momento ninguém foi preso.


Araraquara registra prisão por tráfico e embriaguez e tem acidente com carro

Prisão por embriaguez ao volante e detenção de menor por tráfico de drogas, além de acidente com vítima presa às ferragens foram registrados pela polícia na noite de sábado (28). Confira abaixo as principais ocorrências. Na noite de sábado, por volta das 21h, um homem de 42 anos foi preso por dirigir embriagado. Segundo a Polícia Militar, policiais faziam ronda pelo bairro Vitório de Santi quando viram o homem dirigindo em zigue-zague. Ao ser abordado, foi constatada a embriaguez através do teste do bafômetro. Como não pagou a fiança, ele foi encaminhado para a cadeia de São Carlos.
Um adolescente de 16 anos foi detido no sábado, por volta das 19h, no bairro Parque das Hortências. Segundo informações da PM, os policiais faziam ronda no local quando avistaram três pessoas em atitudes suspeitas. Ao perceber a presença da polícia duas pessoas conseguiram fugir e o menor foi apreendido pelos policiais. Com ele, foram encontrados cerca de 650 gramas de cocaína distribuídas em pinos para venda, 78 gramas de crack e R$ 382 em dinheiro. Ele foi encaminhado para o plantão e em seguida para o Núcleo de Atendimento Integrado (Nai).
Pouco antes da meia noite de domingo, um empresário ficou ferido depois de capotar o carro que dirigia na estrada vicinal Graciano Ressurreição Affonso, que liga Araraquara ao distrito Bueno de Andrada. Segundo o Corpo de Bombeiros, o empresário seguia sentido Bueno quando perdeu o controle do carro e capotou. As causas ainda são desconhecidas. Ele ficou preso às ferragens e os bombeiros fizeram o trabalho de resgate. A vítima foi encaminhada para a Santa Casa de Araraquara com ferimentos pelo corpo, mas sem risco de morte. No carro havia outro passageiro que teve apenas ferimentos leves.


Bombeiros buscam homem que desapareceu no Rio Corumbataí

O Corpo de Bombeiros de Rio Claro (SP) faz buscas por um homem que desapareceu na noite de sexta-feira (27), no Rio Corumbataí. Segundo a corporação, o homem de São Paulo estava pescando quando decidiu entrar na água, por volta das 19h.
Por conta das chuvas, o nível do rio está alto, o que dificulta a operação de busca. Até a tarde deste sábado (28) ele ainda não havia sido encontrado. A identidade dele não foi divulgada.


Tráfico de drogas é problema no Jardim Guanabara

Diferente do que consta em matéria divulgada pela Prefeitura de São João, a reforma do Centro de Lazer do Jardim Guanabara não está concluída e a população do local ainda não pode aproveitar inteiramente o espaço.
A preocupação dos moradores do bairro, entretanto, está longe de ser somente essa. O que tem deixado as pessoas com medo é o tráfico de drogas que tem ocorrido, segundo eles, dentro das dependências do espaço público. “Está uma perdição aqui dentro [do espaço público]”, relatou Sônia Maciel, uma das moradoras mais antigas do bairro.
Ela se preocupa, assim como narrou à reportagem, com as crianças e com os próprios netos que costumam “tentar se divertir nos poucos brinquedos do parque”. “O problema maior é que vive cheio de moleques traficando na nossa frente. Eles não respeitam ninguém. Pode ter criança ou não, eles não se importam, continuam a traficar e até tiram sarro da nossa cara se a gente tenta falar algo”, revelou ela.
A entrada dos traficantes e também dos usuários de drogas no Centro de Lazer, assim como explicam os moradores, ocorre devido ao fato de o espaço não possuir uma segurança eficaz. “Os portões ficam abertos 24 horas por dia e, mesmo nos momentos em que o parque deveria estar fechado, as luzes são deixadas acesas”, denunciou o morador Hugo Martins.
Além do tráfico de drogas, os moradores do Jardim Guanabara reclamam das obras da prefeitura feitas no local. “[O Centro de Lazer] foi pintado pela metade. A quadra está sem pintura e com partes em que as crianças podem se machucar. Isso sem falar dos brinquedos, não temos quase nada aqui para as crianças”, reclamou Hugo.
Para tentar mudar a situação enfrentada pelos moradores, o vereador Rui Nova Onda (PTB) se comprometeu a fazer um requerimento à administração municipal.
“A gente vê no site da prefeitura que o Centro de Lazer foi reformado, mas basta dar uma olhada aqui que vemos que a realidade é outra. A quadra está bem deteriorada e no parquinho faltam brinquedos, como por exemplo o balanço que só tem a estrutura. São muitas famílias e muitas crianças que poderiam utilizar de uma melhor forma o espaço”, alegou o edil. Rui Nova Onda frisa ainda que, além do “descaso com o espaço de lazer” a situação do bairro é mais preocupante por conta do problema com tráfico de drogas. “Se for o caso, vou também ao Ministério Público denunciar a situação para que os moradores possam frequentar o local sem a presença de traficantes”, afirmou.
O diretor de Esportes, Rodolfo Herrera Felipe, para ter um posicionamento quanto aos problemas de tráfico de drogas e também a respeito das situações inacabadas no Centro de Lazer. O novo diretor revelou à reportagem que irá ao local conversar com os habitantes durante a próxima semana para verificar todas as situações em que eles pedem melhoria. “Vou pessoalmente verificar o que eles pedem em termos de brinquedos e algumas reformas. Assim poderemos dar andamento para resolver esta situação”, descreveu.


Três homens são presos por tráfico em São João

No início da noite desta quinta, 26, a Polícia Militar prendeu três homens por tráfico, no Bairro Resedás III, após uma denúncia anônima. Um deles foi abordado na rua e os outros dois no interior de uma residência, onde a droga estava sendo embalada para a venda.
Além de vários utensílios usados no preparo da droga, foram apreendidos 54 pinos de eppendorfs (usados para colocar a cocaína), uma pedra bruta de cocaína, duas porções de maconha e R$ 50,00 em dinheiro.


Homem armado invade comércio e rouba R$ 200

Na noite desta quinta (26), por volta das 23h20,um estabelecimento comercial na Avenida Professora Isette Correa Fontão, no Jardim Ipê, foi roubado. A vítima conta que estava em seu comércio quando um indivíduo branco, magro, com um capuz preto na cabeça entrou armado.
O ladrão ameaçou a vítima e subtraiu a quantia aproximada de R$ 200,00 em dinheiro, deixando o local sentido bairro dos Resedás.


Dois furtos são registrados nesta quinta

Nesta quinta, dia 26, dois furtos foram registrados em São João da Boa Vista. O primeiro deles ocorreu por volta das 11h50, na Rua João Pessoa, na Vila Oriental. A vítima, uma mulher de 46 anos, conta que estava com uma bolsa preta quando um indivíduo trajando um moletom escuro e uma calça vermelha a chamou e subtraiu o objeto, com dinheiro e seus documentos.
A vítima não conseguiu visualizar o destino tomado pelo indivíduo, mas observou que o mesmo estava com um capacete com viseira espelhada. Já por volta das 19h27, uma casa na José Jorge da Rosa, no Lucas Teixeira, foi furtada.
Objetos subtraídos: 01(um) Televisor 50” (Polegadas) marca LG e 01(um) Celular Samsung.
A vítima informou que deixou sua residência por volta das 13 horas e retornou às 17 horas, sendo que o interior da casa estava todo revirado. A vítima deu falta de uma TV 50 Polegadas e um aparelho celular da marca Samsung. Ninguém foi preso.


 

 

 

Obituario

OBITUÁRIO

A FUNERÁRIA COBRINHA INFORMA:

 FALECEU: SR.LUCIANO REYNALDI 
 faleceu no dia 23/01/2017.
Casado com a Sra. Catarina Olivieri Reynaldi,
Residia a R. Atilio Tosato, 270 Bairro do Pedregulho.
Seu sepultamento será no dia 24/01/2017 às 16:00h.
Local: Cemitério do Horto Florestal São Paulo SP


 

Ultimas Noticias

ultimas notícias 01

Acidente com Teori Zavascki: Avião que caiu em Paraty é retirado do mar

O avião que caiu na quinta-feira (19) com Teori Zavascki e outras quatro pessoas em Paraty foi retirado do mar na noite deste domingo (22). A balsa com um guindaste para içar a aeronave havia chegado ao local do acidente por volta das 18h e a remoção começou às 20h. Veja o vídeo acima.
Os destroços foram colocados na balsa e vão ser levados para Angra dos Reis, a cerca de 50 km do local. De lá, serão enviados de carreta para passar por uma perícia, feita pela Aeronáutica, no Aeroporto Internacional do Galeão.
A responsabilidade pelo içamento da aeronave é da empresa proprietária do avião, o Grupo Emiliano, que contratou uma firma especializada neste tipo de serviço.
Militares da Marinha e da Aeronáutica acompanham o trabalho. Os militares chegaram a tentar fazer a retirada da aeronave até o sábado, mas decidiram que a remoção deveria ser feita pelos donos do bimotor.
“De ontem para hoje a gente verificou que a situação era mais complexa do que a gente estava imaginando e ia requerer ações de alguém especializado nesse tipo de resgate no mar. E isso gera custos, que pela lei são responsabilidade do explorador da aeronave”, explicou no sábado o tenente-coronel Edson Amorim Bezerra. O plano de remoção da empresa foi avaliado e aprovado pelos militares.


Pesquisa da Unesp quer probiótico para controlar insulina de diabéticos

Desenvolver um probiótico voltado ao controle de insulina para portadores de diabetes é o foco de uma pesquisa desenvolvida por estudantes de engenharia de bioprocessos e biotecnologia da Faculdade Ciências Farmacêuticas da Universidade Estadual Paulista (Unesp) Araraquara (SP).
O produto ainda não foi testado em humanos e não há prazo para que chegue ao mercado. Os pesquisadores ainda buscam verba para participar de uma competição que poderá fornecer materiais para desenvolvimento do projeto.
Segundo o estudante Paulo José Corrêa Freire, o método pesquisado pela equipe é inovador. O projeto, denominado Insubiota, consiste em desenvolver um probiótico com microrganismos geneticamente modificados capazes de se instalarem na flora intestinal do portador de diabetes e produzir insulina de acordo com a necessidade do paciente e o nível de glicose no sangue, eliminando assim a necessidade de realizar as injeções subcutâneas de insulina, tratamento convencional para a diabetes.
Pré-teste
Na última sexta-feira (20), o grupo de 11 alunos realizou um pré-teste para um equipamento da universidade que simula o intestino humano. O objetivo era entender como se daria a fixação das bactérias em humanos. De acordo com Freire, esse é o único aparelho da América Latina que consegue fazer isso.
“A nossa ideia é criar um probiótico com bactérias produtoras de insuliuna. Ingeridas, elas iriam crescer na flora intestinal e produzir o hormônio, que será absorvido pelo portador de diabetes. É tudo um controle biológico molecular, controle de crescimento e de produção”, explicou o estudante.
Competição
Para dar continuidade à pesquisa, os estudantes criaram uma vaquinha virtual para participar do iGEM, competição internacional de organismos geneticamente modificados, realizada pelo Instituto de Tecnologia de Massachusetts (MIT).

O objetivo é arrecadar R$ 18 mil nos próximos 40 dias. Após a inscrição, que se encerra no fim de março, o grupo desenvolve o projeto e o apresenta no evento final, que vai ocorrer em Boston, nos Estados Unidos, de 9 a 13 de novembro de 2017.
O intuito da competição é incentivar estudantes e universidades de todo o mundo a desenvolver novos componentes biológicos inovadores produzidos através de microrganismos geneticamente modificados para este fim.
“Precisamos do dinheiro para fazer a inscrição. Assim que confirmarmos a participação, o próprio MIT envia uma quantidade bem grande de materiais para desenvolvimento do projeto, material genético que precisamos para transformar os nossos microrganismos em produtores de insulina. Para continuar a pesquisa, precisamos do auxílio desses materiais”, explicou o estudante.


Mães usam grupo no WhatsApp para economizar com material escolar
Mães da região de Araraquara (SP) não dispensam a tradicional pesquisa na hora de escolher o material escolar dos filhos, mas agora usam uma nova ferramenta para economizar. Por meio de um grupo do WhatsApp, elas trocam informações sobre preços e combinam compras coletivas.
As participantes dividem a tarefa de comparar valores. Cada uma vai a uma papelaria e, pelas conversas, elas compartilham os preços de várias cidades, como Américo Brasiliense, Araraquara e Santa Lúcia.
“Nós vamos trocando informações e, às vezes, compensa ir de uma cidade para a outra. Tem coisa que é mais barata em Santa Lúcia e outras em outros lugares”, explicou a professora Nádia Maria Grigolato.
O preço de cada item, separadamente, pode não mudar muito. O valor do caderno, por exemplo, varia até R$ 5. Mas, no total, a diferença é grande. Em uma mesma lista de materiais chegou a R$ 100.
“Sai muito mais barato”, comentou a professora.
Ideia
Nádia contou que as mães usam o grupo para trocar informações sobre as aulas e, com o começo do ano, começaram a compartilhar as listas de materiais e ideias sobre o que pode ser reaproveitado.
“É uma forma da gente saber sobre as crianças, o desempenho delas na escola, às vezes, uma esquece da tarefa, outra falta, uma mãe fica conversando com a outra”, disse.
“E, como é começo de ano e está tudo muito caro, foi uma forma de nós pesquisarmos os preços de determinados produtos para saber quais estão mais baratos”.
E, com o dinheiro economizado, as mães compram outros itens da volta às aulas. “Como eu já tenho outra criança, então tem mochila, de repente tenho que comprar uma roupa para ele ir para a escola, tênis, então a gente vai usando para outras coisas”, afirmou a advogada Fabiana Cardoso.
À vista
Além da pesquisa, o economista Léo Carrille lembra que é importante tomar cuidado com as opções de parcelamento.
“O parcelamento não significa facilidade. É melhor comprar à vista e ter 10% de desconto do que pagar em cinco vezes sem desconto”, orientou.


Sem recursos, Prefeitura de Porto Ferreira vai fechar Pronto Atendimento

A Prefeitura de Porto Ferreira (SP) vai fechar o Pronto Atendimento Dr. Neif João, localizado na esquina das ruas Francisco Prado e João Salgueiro.
A unidade atenderá a população até 31 de janeiro e, após essa data, os usuários serão encaminhados para Unidades Básicas de Saúde (UBSs) e para o Pronto-socorro Municipal, instalado na Rua Francisco Prado.
Em nota, o município informou que a decisão de suspender os atendimentos no P.A. foi tomada devido à grave crise financeira pela qual passa o Departamento de Saúde e que, nesta semana, apurou um déficit orçamentário de R$ 2 milhões.
A prefeitura pontuou ainda que o déficit afeta diretamente a compra de medicamentos, materiais de enfermagem e produtos básicos de limpeza e higienização, além do cumprimento de ordens judiciais, e defendeu que, se não foram feitos cortes, em breve não terá recursos para o atendimento básico.


Nível do Rio Mogi Guaçu passa dos 4,5 metros e preocupa Porto Ferreira

Com o excesso de chuva, moradores de ranchos e chácaras da Vila Sibila, às margens do Rio Mogi Guaçu, em Porto Ferreira, já começam a se preocupar com o nível da água. Desde a última sexta-feira (20), ele subiu 30 centímetros. A Defesa Civil passou a considerar estado de alerta. Em Pirassununga, algumas ruas de bairros que ficam em regiões mais baixas ficaram alagadas. Ninguém ficou ferido.
O aposentado Rui Ramos está com medo, já que o rancho onde mora em Porto Ferreira alagou em outras vezes. No ano passado, ele perdeu um motor com guincho de aço usado para retirar o barco de dentro do rio, porque o equipamento, que até pode molhar, ficou submerso, e aí, por causa do excesso de água, parou de funcionar. Ramos precisou comprar outro, um prejuízo de R$ 4,8 mil.


Policiais da Rota matam 5 na rodovia dos Imigrantes

Policiais da Rota (Rondas Ostensivas Tobias de Aguiar) mataram cinco homens em uma suposta troca de tiros, na noite de anteontem, na rodovia dos Imigrantes, em São Bernardo do Campo (ABC). O caso vai ser investigado pela Corregedoria da Polícia Militar, como é praxe nesse tipo de ocorrência.
Segundo a Polícia Civil, a Rota recebeu uma denúncia anônima, com dados das placas e cores de três carros, de que suspeitos estariam transportando drogas do litoral para a capital. Em uma ação simultânea, por volta das 23h de anteontem, policiais da Rota acharam os veículos em quilômetros distintos da Imigrantes e os abordaram ao mesmo tempo.
De acordo com a polícia, nas três situações, os suspeitos resistiram, descendo dos carros em que estavam atirando em direção à Rota, que revidou e os acertou.


Mendigos e moradores de rua são problemas na cidade

Não é de hoje que se tornou comum ver por São João da Boa Vistas pessoas pedindo dinheiro e até mesmo moradores de rua.
Este já é um problema consumado na cidade e que se agrava cada vez mais com o passar do tempo.
Em meados de 2015, para tentar solucionar a questão, prefeitura, Conseg e Associação Comercial e Empresarial (ACE) lançaram o projeto “Não dê esmolas, dê cidadania”.
O intuito da ação era fazer com que o sanjoanense pensasse duas vezes antes de doar algum valor em dinheiro para mendigos que pedissem tal ajuda. Isso é necessário devido ao fato da esmola se tornar um reforçador positivo para que o morador de rua não quebre o vínculo com sua condição, uma vez que, com o valor, ele pode comprar bebidas alcoólicas e, até mesmo, drogas.
Mais de um ano e meio depois do início da ação, ela está “estagnada”. O motivo para que ela estivesse de certa forma parada é a não realização de ações previamente combinadas por algumas partes.
Quando o projeto foi idealizado, ficou definido que a ACE seria a responsável pelo desenvolvimento e custeio da confecção de cartazes e banners para divulgação, a Assistência Social ficaria com o trabalho de abordagem dos moradores de rua – convidando para sair das ruas e ir para o albergue da cidade – e a prefeitura realizaria a divulgação da campanha em rádios e TVs.
Enquanto isso, o Conseg utilizaria sua estrutura – Polícia Militar, Civil e Ministério Público – para apoiar o trabalho desenvolvido pela Assistência Social. Também foi envolvido o Departamento de Saúde, através do Centro de Atenção Psicossocial Álcool e Drogas (CASPAD) e Centro de Atenção Psicossocial (CAPS II).
Segundo apurado pelo O MUNICIPIO, a ACE continua com o trabalho de distribuição de panfletos e cartazes. Além disso, publica, em sua revista trimestral, propagandas da ação. A Assistência Social também tem desenvolvido o trabalho junto a população de rua.
Em contrapartida, a divulgação da ação em rádios e TVs, que seria de responsabilidade da prefeitura, não está sendo feita.

PROBLEMAS
No início, devido ao engajamento dos participantes, a campanha passou a atuar a contento na cidade, que abrigada uma grande concentração de pedintes. Entretanto, com o passar do tempo, o empenho diminuiu até que, atualmente, a ação já nem mesmo seja levada de maneira satisfatória aos sanjoanenses.
O resultado (negativo) deste esquecimento é o agravamento do problema que ocorre diariamente em São João da Boa Vista.
Muitos munícipes e comerciantes dos estabelecidos próximos a locais onde há concentração maior de pedintes relataram a falta de segurança durante o dia e, principalmente, durante a noite.
A presença constante desses moradores de rua e andarilhos tem inibido os comércios instalados nessas áreas. Segundo relatos dos comerciantes, os andarilhos chegam a agredi-los verbalmente e ameaçar de vandalismo o estabelecimento, principalmente no período noturno. Por diversas vezes as ameaças são feitas na presença dos clientes, que deixam de frequentar o local, ocasionando prejuízos nas vendas.
As áreas mais afetadas são ruas e praças centrais, como Ademar de Barros, avenida Dona Gertrudes, Praça Governador Armando Sales de Oliveira, praça Coronel José Pires e praça do Santuário (Perpétuo Socorro).

MORADORES DE RUA
Muitos dizem que os andarilhos que hoje vivem em São João vêm, em sua maioria, de cidades do sul de Minas Gerais, além também das redondezas e até de outros Estados do país.
Nestas cidades, conforme informações recebidas pera reportagem, estas pessoas são retiradas do local e colocadas em um ônibus, com destino a São João. Ao chegarem ao município, sem terem para onde ir, ficam pelas ruas da cidade pedindo dinheiro.
Segundo dados divulgados em 2015 pelo próprio Departamento de Assistência Social, São João da Boa Vista contabilizava 20 pessoas vivendo nas ruas da cidade. Além dos já contabilizados, o município absorveu cerca de 750 pessoas em movimento. Essas pessoas não possuem residência ou ponto de fixação, percorrem rodovias de cidade a cidade.


Vestibular do IFSP atraiu 800 estudantes ao campus do UniFAE

No último domingo, dia 4, ocorreu o processo seletivo 2017 para o Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia, IFSP, campus São Paulo. Em São João da Boa Vista, as provas, inicialmente programadas para ocorrer no campus II do UniFEOB, foram realizadas no UniFAE, com os portões abertos ao meio dia e fechados às 13h.
Robinson Mapelli Boaro, Técnico em Tecnologia da Informação e Coordenador de Gestão de Pessoas no IFSP, explica que essa transferência do local de provas se deu no dia 30 de novembro, por motivos de acertos técnicos da empresa responsável, a Cetroconcursos.
Um total de 800 candidatos prestou o vestibular, que transcorreu dentro da normalidade, sem registrar nenhum contratempo.
Candidatos aos cursos técnicos concomitantes ou subsequentes ao ensino médio tiveram que responder a 5 questões objetivas de biologia, física, química, geografia, história e literatura, e 10 questões de matemática, língua portuguesa, totalizando 50 questões, em conteúdo pertinente ao ensino fundamental.
As graduações oferecidas são, para técnico integrado ao ensino médio — eletrônica e informática e para técnico concomitante ou subsequente ao ensino médio – administração, automação industrial, manutenção e suporte em informática e química.
O gabarito oficial já está disponível no site http://www.cetroconcursos.org.br/ifsp e o resultado final das provas será divulgado dia 17 de janeiro de 2017, no mesmo endereço eletrônico.
As matrículas para os candidatos aprovados em chamada única ocorrem de 24 a 27 de janeiro de 2017 e serão divulgados nos murais e site do campus ofertante do curso para o qual o candidato se inscreveu, na mesma data da convocação para a matrícula, bem como no endereço eletrônico http://www.cetroconcursos.org.br/ifsp. Candidatos não convocados na chamada única deverão acompanhar este mesmo endereço eletrônico, para informações sobre eventuais vagas remanescentes.


UniFEOB começa 2017 com todas as turmas no Campus II

Seguindo o planejamento institucional, o UniFEOB iniciará as atividades letivas de 2017 com todos os cursos funcionando no Campus II. As equipes administrativas também passam a atuar no Campus II, chamado de Campus Mantiqueira.
A mudança tem como objetivo integrar os serviços e oferecer aos universitários um ambiente acadêmico múltiplo e rico em experiências entre os cursos.
Os serviços oferecidos pelo UniFEOB serão centralizados em um só lugar para facilitar o dia a dia de todos.
Ao reunir os estudantes no mesmo ambiente, assim como as equipes de atendimento, o desenvolvimento das atividades será beneficiado. Foram realizadas diversas intervenções e melhorias, incluindo a construção de vagas de estacionamento, novos prédios, ajustes no fluxo de veículos e novas acomodações para professores e coordenadores.
“O Prédio F é um excelente exemplo de mudança, que proporcionará maior conforto ambiental, com melhorias na ventilação, iluminação, acústica. A alameda também foi reestruturada e deixou de privilegiar os carros, privilegiando as pessoas, com áreas de convívio social e praça de alimentação”, explica o arquiteto e coordenador do curso de Arquitetura e Urbanismo, Ricardo Ciaco.
Segundo o Reitor João Otávio Bastos Junqueira, todas essas mudanças têm um só objetivo, criar um ambiente favorável ao projeto pedagógico.


 

Obituario

OBITUÁRIO

A FUNERÁRIA SÃO SEBASTIÃO INFORMA:

 FALECEU: JOSE ANDRE NETO
86 anos, faleceu no dia 23/01/2017.
Viúvo, residia a R. Pernambuco 386, Vila Fleming.
Deixa a filha Dayane.
Seu sepultamento será no dia 23/01/2017 às 17:00h.
Local: Cemitério Municipal São João da Boa Vista SP


 FALECEU: HELIO CALDAS FOSSA
 faleceu no dia 22/01/2017.
Viúvo, residia a R.Padre Jose 170, Vila Conrado.
Deixa as filhas Ana Maria e Célia Maria.
Seu sepultamento será no dia 23/01/2017 às 14:00h.
Local: Cemitério Municipal São João da Boa Vista SP


 

Oportunidade de Emprego

emprego

Novas vagas de emprego no PAT de São João da Boa Vista 
No Posto de Atendimento ao Trabalhador (PAT) de São João da Boa Vista há vagas disponíveis para as funções de auxiliar financeiro (1), encanador industrial (2) e professor de dança (1). Os interessados devem dirigir-se à unidade do Poupatempo, na Avenida Brasília, 1885.
O atendimento ocorre de segunda a sexta-feira, das 8h às 12h, e aos sábados, das 8h às 12h. No ato da inscrição é necessária a apresentação da carteira de trabalho, RG, CPF, cartão do PIS e a carteira de motorista (caso tiver). Segundo o PAT, as vagas poderão ser preenchidas sem aviso prévio.